Projeto quer transformar os documentos em papel em arquivos totalmente eletrônicos, e eliminar a necessidade de impressão.

Em meados de 2006, nascia um projeto de transformar os documentos fiscais em papel para arquivos totalmente eletrônicos. Dentre os benefícios deste projeto estava a redução no consumo de papel com a eliminação da necessidade de impressão.

Desta forma, o fisco retomou o tema em 2019 e está discutindo a desobrigação da impressão dos documentos CT-e e MDF-e. Caso a proposta seja aprovada e regulamentada, a impressão será facultativa. Neste cenário, o caminhoneiro será obrigado a apresentar o Qrcode no posto de fiscalização.

Caso a proposta seja aprovada, o caminheiro poderá utilizar um APP para apresentar o Qrcode nos pontos, tornando o processo eletrônico mais eficiente.

Para 2020 o fisco deve concluir as análises buscando aprovação junto aos órgãos reguladores e tornando realidade ao mercado.

Deixe-nos um comentário :)