O futuro do outsourcing: o que sabemos

Tendências e possibilidades estão norteando o futuro do outsourcing. Prova disso, são os dados obtidos através da pesquisa feita pela IDC, apresentada exclusivamente no webinar “O futuro do outsourcing: a transformação do setor e as novas oportunidades”. Em resumo, de tudo que foi discutido, destaco a importância de estarmos olhando para a transformação digital e a mistura do físico com o digital – ou phygital, um termo bastante conhecido para tratar do tema.

Quando falamos do que esperar para o outsourcing de impressão, e como ele irá se transformar com o tempo, nós já temos a resposta na primeira palavra: o outsourcing. O futuro não vai limitar o mercado às impressoras, será o outsourcing das coisas. Mesmo empresas de tecnologia focadas em um segmento, terão que começar a olhar o todo. Precisamos ter esses pontos em mente. O momento em que estamos agora, mostra a necessidade de sermos ágeis em aceitarmos essa mudança, e também sermos parte dela, não somente espectadores.

Tudo pode ser um serviço, e algumas empresas nos mostraram isso no período que estamos enfrentando, trabalhando com agilidade para oferecerem diferentes serviços, no físico ou no digital. Precisamos ter essa visão transversal para termos sucesso nos anos – ou meses – a seguir. A pandemia nos força a respondermos com atenção e velocidade às mudanças em todo o mundo, mas tais mudanças são naturais. Afinal, se não fossem, sequer teríamos smartphones ou notebooks hoje, dentre outros exemplos cabíveis.

Mudanças e respostas para o mercado de outsourcing de impressão

Outra coisa que fica extremamente evidente é a importância de valorizarmos nosso próprio mercado. O quanto, de fato, fazemos isso? O provedor de outsourcing passa por uma série de dificuldades, específicas da área e algumas alheias também. Mas, será que já não temos a resposta para parte delas?

Sabemos que nosso mercado é visto, em partes, como um commodity. Honestamente, nem sempre podemos tratar de outra forma em todas as ocasiões, se não como uma linha de custo. No final do dia, entregamos papel, página impressa. Como contornamos isso? Em contrapartida, cabe a nós duas coisas:

1. Mostrar valor

É nossa responsabilidade mostrar que estamos oferecendo diferenciais na rotina de trabalho dos nossos clientes, que nosso serviço é uma peça de uma engrenagem bastante significativa e que pode impactar – positiva ou negativamente – todo o seu trabalho. Se nós, do mercado de impressão, não mostrarmos os ganhos e o valor que conseguimos compartilhar, trazendo um discurso alinhado e de benefícios, nossos clientes não o farão por nós.

2. Se transformar

Falei da transformação digital, e agora a reforço: estamos com uma nova geração de usuários e clientes que nasceram com o celular na mão, no meio digital. Nem sempre, uma impressora isolada pode ser uma experiência agradável. Isso é fato. Precisamos começar a nos atentar às possibilidades de convergência com outras tecnologias, outros dispositivos. Rentabilizar isso é um caminho natural, e uma consequência da mudança que precisa ocorrer, e não pode servir como fator limitante. Não necessariamente temos o “como” em mãos, mas sabemos que é preciso.

>> Outsourcing de impressão: tendências e desafios dos provedores

O futuro do outsourcing é um tema que traz diversos questionamentos e inquietudes, sobretudo em tempos de crise, que exigem a mudança cada vez mais veloz. O que sabemos, é que agora é a hora de rever prioridades, pensar e agir. Você está em dia com esses pontos?

Assista ao webinar “O futuro do outsourcing”, da NDD com a IDC, abaixo:

Deixe-nos um comentário :)