Com o crescimento do comércio eletrônico (e-commerce), vieram também outras atualizações que buscam simplificar o processo de venda do varejo ao consumidor final em comércio eletrônico, de telemarketing ou processos semelhantes.

Este é o caso da impressão do DANFE Simplificado – modelo etiqueta. O assunto tornou-se pauta em agosto de 2020, quando foi publicada a Nota Técnica 2020.004, que estabeleceu padrões técnicos para a impressão do Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica neste formato.

Mas afinal, o que é o DANFE e como ele auxilia no seu e-commerce? A seguir nós vamos explicar tudo para você.

O que é DANFE simplificado?

A sigla DANFE significa “Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica”. O documento impresso, apresenta as principais informações da NF-e, modelo 55.

O DANFE é obrigatório para todas as operações comerciais, e deve acompanhar a mercadoria por todo o trajeto que percorrer.

No caso do DANFE simplificado – modelo etiqueta, existem algumas especificações de impressão, que vieram para realmente, simplificar o seu processo. Desta forma, ele substitui o DANFE impresso por uma etiqueta.

Como funciona a impressão do DANFE simplificado?

Tipo e tamanho do papel

Qualquer tipo de papel pode ser utilizado (com exceção do papel jornal), desde que tenha largura mínima de 55mm e que seja garantido o contraste necessário para leitura do código de barras nos equipamentos normais do mercado.

Chave de acesso

A chave de acesso e seu respectivo código de barras podem ser impressos em qualquer sentido, devem estar no canto superior direito do papel, e observar as demais disposições do Capítulo 6 do Manual de Orientação do Contribuinte.

Padrão de caracteres

Todos os caracteres devem estar impressos em tamanho não inferior a seis (6) pontos, sendo os títulos dos campos impressos em negrito e em caixa alta (maiúsculas).

Campos obrigatórios

Além dos dados de chave de acesso, código de barras e do correspondente Protocolo de Autorização de Uso, são obrigatórios os seguintes campos:

1) A descrição “DANFE Simplificado – Etiqueta”;

2) Dados do emitente: Nome/Razão Social, Sigla da UF, CNPJ, Inscrição Estadual;

3) Dados gerais da NF-e: Tipo de operação, se entrada ou saída, Série e Número da NF-e, Data de emissão;

4) Dados do destinatário/remetente: Nome/Razão Social, Sigla da UF, CNPJ/CPF, Inscrição Estadual, quando existir;

5) Dados dos totais da NF-e: Valor total da Nota Fiscal.

6) Contingência EPEC: Informar o protocolo de autorização do Evento EPEC.

Veja o documento completo do Portal NF-e

3 benefícios para o seu e-commerce

O DANFE simplificado traz benefícios para varejistas e também para os consumidores, já que o documento veio para automatizar o processo de emissão, e consequentemente reduzir os custos de obrigações acessórias aos contribuintes, além de facilitar o controle fiscal.

  • Agilidade

A etiqueta adesiva evita o trabalho da impressão, desta forma, o processo torna-se mais ágil.

  • Padronização

O modelo é padronizado e facilita as consultas, já que disponibiliza a chave de acesso e o código de barras.

  • Redução de custo

E como citado anteriormente, o processo reduz os custos operacionais e de impressão, dispensando uso de impressão no formato A4 e uso de tonner, estima-se uma redução de custos com impressão de até 65% com este modelo.

Quer saber mais sobre DANFE simplificado? Continue acompanhando os nossos conteúdos, aqui no blog da NDD.

Deixe-nos um comentário :)