Categoria

NFC-e

Categoria

Em um cenário no qual o mercado se torna cada vez mais competitivo, um deslize na gestão do negócio pode ser fatal. Principalmente se tratando de empresas de pequeno e médio porte, que lutam por uma posição de destaque no segmento de atuação. No varejo (comércio brasileiro), você precisa ter a ferramenta certa para garantir a emissão de NFC-e (Nota Fiscal do Consumidor eletrônica) sempre que for necessário. Mas, nem sempre isso acontece. Diante desse problema, temos uma solução para…

Com a NFC-e nasce um novo conceito que já pode ser avaliado pelas empresas: a tecnologia verde, ou a impressão ecologicamente correta, já será possível neste modelo de documento, utilizar ou não a impressão do DANFE (Documento auxiliar de nota fiscal eletrônica). Se o consumidor optar pela impressão, pode ser no modelo completo, que é uma amostra semelhante utilizada pela Escrituração Contábil Fiscal (ECF), que informa todos os detalhes da NFC-e, bem como todos os…

Como já previsto nos modelos de documentos eletrônicos de NF-e, CT-e e MDF-e. Para o NFC-e também está disponível os modelos de contingência. Já que podemos ter momentos de instabilidades seja por parte da Sefaz ou até mesmo por parte dos contribuintes, pensando nisso ficou a critério de cada estado definir como será o modelo de contingencia, seja contingencia off-line, SAT – CFe (Sistema de autenticação e transmissão de cupons fiscais eletrônicos) ou EPEC (Evento…

A NFC-e (Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica) é uma melhoria revolucionária no varejo brasileiro, que traz grandes vantagens para o comércio e consumidores. A ideia da NFC-e é substituir os documentos impressos por uma alternativa totalmente eletrônica, permitindo o acompanhamento em tempo real das operações comerciais pelo Fisco. No ano de 2013, a NFC-e entrou em vigor, mas não se tornou obrigatória (confira o calendário de obrigatoriedade, clique aqui). Na ocasião, foi reservado o prazo de…

O prazo para as empresas adequarem seus programas geradores de documentos fiscais eletrônicos ao Código Especificador da Substituição Tributária (CEST), antes fixado para dia 01/04/2016 foi prorrogado. CEST é o campo que identifica a mercadoria passível de regimes de substituição tributária e de antecipação do recolhimento do imposto, relativos às operações subsequentes. O Conselho Nacional de Política Fazendária – CONFAZ, informou que todos que emitem Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) ou Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônico…

A NFC-e vem com proposito de eliminar a homologação do software de automação comercial pelo fisco, dispensa o uso de impressoras fiscais, elimina redução z, e propõe redução significativa de papel. Além dos benefícios citados, agilidade e flexibilidade no processo de emissão em tempo real para Sefaz, em relação ao ECF evita indisponibilidade no processo de emissão de NFC-e pois, em caso de falha de comunicação com a Sefaz, é possível emitir em contingência e…

O primeiro Webinar NDD traz como tema principal a gestão eficiente dos negócios através da NFC-e. As inscrições para a participação no evento virtual já estão abertas, basta clicar aqui. A web conferência é gratuita, acontece no dia 17/03 (quinta-feira), às 16h e é indicado para diretores e gerente da área de TI, bem como gestores da área de operação de varejo. A palestra online será ministrada pelo diretor de mercado da NDD, Anderson Locatelli,…

A NFC-e (Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica) traz uma revolução para o varejo brasileiro. Propõe adotar um único layout para todos os estados brasileiros, padronizando o processo de emissão de documentos eletrônicos utilizando a mesma tecnologia em todos os estados. Revolucionar o comércio brasileiro, esse é o objetivo da NFC-e, desburocratizando e diminuindo as obrigações acessórias aos contribuintes como redução Z, leitura X, lacres, entre outros. Com a NFC-e, os PDVs (Pontos de Vendas) baseados…